8 de julho de 2010

Amor em "carne e osso"

Ahhh... como é bom ficar juntinho juntinho, abraçada contigo. Abraçada a ponto de você sentir os passos apressados do meu coração. E você sente, sempre sente meu nervosismo. E age como se ignorasse meu jeito encabulado, me puxando para ainda mais perto de ti, de forma impetuosa. Eu gosto, como gosto.
Adoro teu carinhos quase constantes. Adoro os curtos momentos em que fico encostada no teu ombro olhando fixamente, sem dizer qualquer palavra, apenas pensando em ti, em nós.  Sim, curtos, porque você está quase sempre à procura de meus lábios; como se estivesse viciado em beijá-los... E como são bons seus beijos intensos. Adoro quando você pega meu rosto com as duas mãos, olha no fundo de meus olhos e sorri pra mim, só pra mim.  E depois beija minha boca com ternura e pede assim, mais um daqueles de novela. Aliás, como é bonito esse teu sorriso de menino emoldurado por pele de homem, com barba feita e tudo. Adoro sua voz decidida, que se atenua quando se dirige ao seu amor, sua pequena, como você mesmo diz... risos Adoro sentir teu perfume gostoso e penetrante, que tão facilmente gruda em mim. E a partir daí, é só esse cheiro que meu olfato consegue sentir.  E sempre fico desejando que ele não vá embora, para que eu possa ter você por perto. Você desperta meu lado mais passional e me faz querer perder o receio e assim, aproveitar o momento ao máximo e demonstrar o que sinto, mesmo quando o mundo parece ter os olhos voltado para nós. Adoro quase tudo em ti. Digo quase tudo apenas porque nada é perfeito. Adoro o que sou e como me sinto quando estou contigo.
E quando, infelizmente, temos que nos despedir... Ai, nem me lembre... é tão ruim!
O pouco tempo que ficamos juntos é suficiente para encher minha cabecinha de doces lembranças. Lembranças que provocam suspiros, saudade e vontade de viver aquele momento de novo. Lembranças que me fazem querer a ti mais e mais. Lembranças que me levam às nuvens e despertam minha alegria. Alegria que se torna visível aos outros, pois não consigo esconder os sorrisos e olhares cheios de encantamento de garota apaixonada. Porque é sempre tão perfeito... E aí, o que me resta é esperar inutilmente que os ponteiros sejam ligeiros e corram com toda pressa para que o nosso amor aconteça novamente em "carne e osso"...

4 comentários:

railer disse...

uau, que declaração!
realmente amar é muito bom!

Thaís. disse...

Amoramoramoramoramoramor!

Você é feita dele. E que seja sempre! :)

Beijo doce, Gabi. Saudades daqui!

Daniela Filipini disse...

Me identifiquei muuuito!
Muito bonito, adorei, parabéns!

' disse...

Nada melhor que sentir o doce amor! Lindo! Lindo!